domingo, 25 de julho de 2010

Resenha: Cidade dos Ossos - Instrumentos mortais 1

Mais um livro de aventura e romance sobrenatural que entrou na minha lista de preferidos: City Of Bones (Cidade de Ossos), da americana Cassandra Claire. A obra é a primeira parte da trilogia chamada The Mortal Instruments (Os Instrumentos Mortais) que também tem os livros City Of Ashes (Cidade de Cinzas) e City Of Glasses (Cidade de Vidro). Além disso, será lançado nos EUA em março de 2011 um spin-off da série de livros chamado City of Fallen Angels (Cidade dos Anjos Caídos). A previsão é que em agosto a editora Galera Record publique o primeiro volume aqui no Brasil.

City of Bones conta a história de Clarrisa (Clary) Fray, uma jovem nova-iorquina de 15 anos que testemunha um assassinato num bar. O problema é que o corpo desaparece e os assassinos, três adolescentes cobertos de tatuagens de runas antigas e portando armas estranhas, não são vistos por mais ninguém além dela.

Este é o primeiro encontro de Clary com os ShadowHunters (Caçadores de Sombras), guerreiros dedicados a livrar a Terra dos demônios. É também seu primeiro encontro com Jace, um shadowhunter sarcástico e encantador. Ela se vê envolvida no mundo de Jace quando sua mãe desaparece e Clary passa a ser atacada por demônios que querem um dos Instrumentos Mortais: a Taça Mortal, desaparecida há anos.


Spoilers!

Sou do tempo que a Cassandra Claire era autora da fanfiction no auge do fandom de Harry Potter (me senti A velha agora) e estava louca para ler esse primeiro livro da autora há anos.

City of bones é uma história envolvente, cheia de mistério e ação. Já adianto que o enredo não é fácil, demorei um pouco para entender as nomenclaturas das entidades e espécies citadas. Mas tudo isso, em minha opinião, deixou a trama ainda mais consistente.

De acordo com o livro, os primeiros shadowhunters foram criados há mais de mil anos, quando o mundo humano estava sendo invadido por downworlders (seres sobrenaturais como demônios, vampiros etc). Um bruxo convocou o Anjo Raziel, que misturou seu próprio sangue com o sangue dos homens em uma taça. Aqueles que beberam do sangue do anjo tornaram-se shadowhunters. E é justamente essa lendária taça, a Taça Mortal, o motivo da busca de todo o livro.

O vilão da história é Valentine, um ex-shadowhunter que se colocou contra o Acordo (lei assegurando que downworlders ordeiros e shadowhunter convivam em paz). Clary e seus amigos passam o livro tentando encontrar a Taça Mortal antes que Valentine a utilize nos seus propósitos ilegais.

Interessante na história é que não se trata somente de um tipo de ser sobrenatural específico, mas sim de vários. City of bones tem, além dos shadowhunters, lobisomens, vampiros, bruxos e demônios.

A personagem principal, Clary, é fraca. Não apresenta diálogos profundos, não age muito nas lutas e, geralmente, atrapalha mais do que ajuda. Ela é confusa, não entende esse novo universo durante grande parte do livro, melhorando um pouco só no final. A sua única habilidade é no desenho, mas pouco aparece isso. Talvez o estilo da personagem crie uma identificação com as leitoras adolescentes pouco populares, fechadas em seu próprio mundinho, mas para todo o resto só passa a imagem de fraca mesmo. (Uma decepção para alguém que, como eu, está acostumada a personagens femininos fortes como Rose ‘Vampire Academy’ e Sookie ‘Southern Vampire Mysteries’).

Em contraponto, o outro personagem principal, Jace, é inteligente, grande guerreiro, sarcástico, engraçado, romântico e muito falante. A autora optou por deixar ao cargo do personagem as explicações de algumas regras e particularidades dos shadowhunters, o que deixou mais intimista a relação do leitor com Jace.

Talvez por estas diferenças tão claras entre Clary e Jace, o casal não me convenceu. Achei fraco o romance deles. O tal “romance” demora a pegar ritmo e, quando algo acontece, é passado rapidamente. Tudo bem que o motivo é parcialmente justificado no final (e eu não vou entrar no critério para não soltar um grande spoiler), mas acho que os dois mereciam mais cenas apaixonadas. #ProntoFalei

Quando leio um livro eu tenho o costume de ficar imaginando as diversas possibilidades por onde a trama possa caminhar, mas confesso que a autora Cassandra Claire conseguiu me deixar perplexa em algumas partes de City of bones. Traições, revelações e muito mistério. Tudo isso acontece no livro... e quando você menos espera.

O final é surpreendente, e não porque seja difícil de deduzir, mas porque ninguém nunca imaginaria que a autora teria coragem de seguir a trama por esse caminho. Mas ao ler “surpreendente” não pense em algo ruim, para mim o desfecho, apesar de bizarro, foi muito bem bolado.

Cassandra Claire é do tipo de autora que eu gosto: bem descritiva. Ela narra com detalhes os personagens e os cenários sobrenaturais fazendo o leitor realmente visualizar tudo o que está acontecendo. Ela conseguiu criar uma trama complexa, mas não difícil. O leitor consegue ler a história rapidamente apesar de suas 512 páginas (na versão americana).

A autora anunciou uma nova série de livros chamada The Infernal Devices (Os dispositivos infernais), com o mesmo universo de The Mortal Instruments, mas durante a Era Vitoriana (entre junho de 1837 e janeiro de 1901). A nova série será uma trilogia: o primeiro livro, The Clockwork Angel, será publicado dia 31 de agosto de 2010 nos EUA, o segundo, The Clockwork Princess, tem lançamento previsto para setembro de 2011 e a previsão do último, The Clockwork Prince, é para setembro de 2012.

Confesso que já procurei por spoilers de City of Ashes e já vi que a trama de Os Intrumentos Mortais continua muito boa. Logo logo eu leio e também faço a resenha aqui, okay?! rs

Recomendo para todos os fãs de literatura sobrenatural inteligente o livro City Of Bones - The Mortal Instruments de Cassandra Claire! Vale a pena ler!!!

Ficha Técnica
Tìtulo Original: City Of Bones - The Mortal Instruments
Autor: Cassandra Claire
Ano de lançamento: 2008
Editora: McElderry
Minha avaliação:

6 comentários:

Scorpion Silence disse... [Responder comentário]

aaaaah, estou muito ansioso para ler, mas vou esperar sair em português, não quero ler traduções na internet e sei que ela é uma autora muito complexa pra que possa me arriscar no inglês.
mas agora fiquei mais ansioso pra ler e percebi que acertei em cheio no presente de aniversário da minha maninha!

Michele disse... [Responder comentário]

Tu conseguiu ler a abóbora mãe, amiga? Eu li Draco Dormiens e me serviu de lição. Parabéns pelo estômago, mas eu prefiro ler Paulo Coelho que é uma hortaliça menos indigesta. hehehehehe
E o casal dela não pode convencer pq H/H não convence!!!
bjs

O Mundo escuro de Morringhan disse... [Responder comentário]

Estava procurando uma resenha legal sobre o livro que só agora estou ouvindo falar (e muito, por sinal), não poderia ter encontrado uma melhor!
Você pincelou muito bem do que se trata a história sem revelar os segredos da trama, além de opinar sobre pontos do livro. Fiquei curiosa com a autora, vou buscar adquirir seus livros, parabéns, amei mesmo essa resenha ^_^

Jaqueline de Marco disse... [Responder comentário]

@O Mundo escuro de Morringhan

Ai, que legal! 'Brigada!
Acho que uma resenha tem que ser assim, sem spoilers comprometedores.
Beijos!

Jaqueline de Marco disse... [Responder comentário]

@Michele

Ahauhauhauhaua, Mamis, apesar do receio inicial de ler uma abóbora, a Cassandra Clare me surpreendeu... o livro é bom! Vale a pena dar uma chance pra ela, Mi. ^-^

Steeph Cipriano Mellark disse... [Responder comentário]

Eu sei o Jace é simplesmente de tirar o fÒlego,ele não é como esses carinhas sem sentimentos e nada.Não o Jace sofre,fica magoado e tudo mais.
As vezes eu comparo a Clary com Lucy de Fallen,por que ambas não fazem porcaria nenhuma na historia,sabe eu ja to no 4 livro,e tipo tem partes que todo mundo fala que a Clary não é bem vinda ,mas ela continua teimando.
E Eu não sei qual é o problema da Cassanda por que sei lá na hora de atirar no teto de vidro e salvar todo mundo do demonio em vez do SImon não foi a CLary?Poxa a Clary é muito fraca ,sinceramente.
Mas o livro é ótimo (Motivo Principal: Jace ai sim ,MEEEEEEEEEU Jace ) kkkk
Beziitos

Postar um comentário

Siga as instruções abaixo:
- na área em branco abaixo deixe algum comentário sobre o post;
- no espaço "Comentar como:" escolha a opção que mais se adequar a você;
- clique no botão "Visualizar";
- e por fim, clique em "postar comentário".

ıllı BLOG NA PRATELEIRA ıllı

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Visitas

Link-me