quinta-feira, 10 de março de 2011

Resenha: Formaturas Infernais, vários autores

Primeira antologia lida no ano, Formaturas Infernais (Prom Nights from Hell), lançada no Brasil em 2009 pela editora Galera Record, cumpriu muito bem seu papel: um ótimo entretenimento com enredos bem estruturados. A obra reune histórias de cinco autoras norte-americanas com experiência em literatura destinada ao público jovem adulto: Meg Cabot, Stephenie Meyer, Kim Harrison, Michele Jaffe e Lauren Myracle.

Sinopse: Nesta emocionante coleção de contos de terror, as autoras best seller Meg Cabot (O Diário da Princesa), Stephenie Meyer (Crepúsculo), Kim Harrison (Hollows), Michele Jaffe (Bad Kitty) e Lauren Myracle se reuniram para mostrar que a formatura pode ser um evento muito mais aterrorizante do que se pensa. Problemas no guarda-roupa e um par que dança mal não são nada comparados a descobrir que você está dançando com a Morte - e que ela não está ali para elogiar seu vestido. De problemas com vampiros até uma batalha entre anjos e demônios, estas cinco histórias vão divertir você mais do que qualquer DJ em um terno brega. Nada de limusine ou vestido de gala: só uma grande dose de diversão assustadora.

De uma forma geral, o livro tem uma leitura fácil e mesmo sendo escrito por diversas autoras não fica cansativo e nem confuso. As histórias são completamente diferentes um da outra, dando ao leitor a sensação de estar lendo um livro diferente a cada novo conto (o que, para mim, deu a impressão de que o livro é curto).

Agora comentando separadamente de cada conto:

O primeiro, A filha da exterminadora, escrito pela sempre eficiente Meg Cabot, abre com chave de ouro o livro. O conto é rápido e centrado, praticamente, em somente dois cenários diferentes. Como não pode faltar nas histórias de Cabot, somos apresentados a um casal: Mary e Adam. São os dois personagens também que dividem os capítulos da história, pois todo o conto é narrado na visão de ambos personagens.

A história tem como pano de fundo “vampiros” e o legado de seus exterminadores. Apesar de ter gostado muito do texto e dos personagens, a história não conseguiu fugir dos clichês e terminou de forma meio abrupta.

A segunda história é a mais curta do livro. O Buquê, de Lauren Myracle, foi o único conto que teve um início, meio e fim. Gostei muito da história que tem cara de fábula, passando até, de forma sutil, uma lição de moral no final.

O conto narra como, de forma bem bizarra, temos que tomar cuidado com o que desejamos. Como a própria autora explicou em nota, a historia foi inspirada no conto, bem conhecido, A Pata do Macaco (The Monkey's Pawn), publicado em 1902 pelo escritor W.W. Jacobs.

O terceiro conto, Madison Avery e a Morte, de Kim Harrison, é o meu preferido. A história é cheia de ação, mistério e uma pitada de romance. O único erro é ter sido somente um conto e não um romance maior. Essa história valeria um bom livro!

O enredo mostra de forma rápida e ágil a passagem de Madison ao mundo dos mortos, descobrindo um pouco sobre os mistérios que envolvem os anjos da morte. Eu adorei toda a trama e os personagens são cativantes, desde o galã por traz de seu “anjo da guarda”, passando por um chefe que consegue controlar o tempo e espaço, até um vilão realmente mau, mas lindo. Merecia ter uma continuação!

O quarto conto, Salada Mista, de Michele Jaffe, é a história mais fraca do livro... e a maior. É meio confusa, tanto na narração quanto no próprio enredo. É o único conto que foge do “seres sobrenaturais” e parte para “super poderes”. A personagem principal é apática e a secundária uma adolescente fútil que se importa mais em beijar garotos do que com os problemas reais que se passam a sua volta.

A história acaba sem fim e com pouco, ou quase nenhuma explicação (O que era a Sibby afinal? Como Miranda adquiriu seus super poderes? O que aconteceu para ela perder parcialmente sua memória? Por que o “jardineiro” queria raptar a Sibby?). Em resumo, não gostei. É uma história exageradamente longa, cansativa e sem sentido.

E, fechando de forma exemplar, o conto Inferno na Terra, de Stephenie Meyer, traz ao leitor uma história sobre anjos e demônios com uma nova roupagem. É o único conto que é inteiramente narrado durante o baile de formatura.

No início parece um pouco confuso pelos variados pontos de vista e os diversos personagens da história, mas depois de algumas páginas a história ganha ritmo e todo o desenrolar ganha um caráter de fábula onde, mais uma vez, encontramos a lição de moral do poder do bem sobre o mal. Gostei muito!

Adorei a capa nacional da obra. Muito melhor que a versão original. E tirando um ou outro errinho de digitação que encontrei durante a leitura, achei que a editora Galera Record arrasou na diagramação do livro, caprichando nos detalhes com letras estilizadas das páginas. Um trabalho muito bonito.

Fica a dica para quem gosta das autoras ou para quem é apaixonado pelo gênero, como eu. ^-^

Ficha Técnica:

Título Original: Prom Nights from Hell
Título Nacional: Formaturas Infernais
Autor: Vários
Ano de lançamento no Brasil: 2009
Editora: Galera Record
Minha avaliação:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Visitas

Link-me