segunda-feira, 11 de abril de 2011

Comentários: The Vampire Diaries - 2x17 Know thy enemy


Depois de um “bendito” hiatus de mais de um mês, a série The Vampire Diaries voltou com a corda toda. O episódio 17 da segunda temporada, exibido na quinta-feira, dia 7 de abril, nos EUA, foi simplesmente excelente... com alguns furos, mas, mesmo assim excelente! O seriado, da emissora norte-americana CW, é uma adaptação para a televisão da saga literária escrita pela norte-americana LJ Smith.

Confesso que fiquei com pena da Jenna, tia da Elena. Após o término deste episódio eu tive a certeza que ela é a ÚNICA que não sabe a verdade sobre os vampiros. Além disso, deve ser horrível abrir a porta e dar de cara com a ex do seu namorado se “achando última bolacha do pacote”. Enfim, nunca fui muito simpatizante da personagem, mas neste episódio fiquei com dó da Jenna e gostei da interpretação da atriz.

Gente, o que foi aquela propaganda descarada do Ford Fiesta SES Hatch na cena em que a Caroline conversa com Stefan no telefone? Super forçado! Tudo bem que o carro é lindo de morrer e eu fiquei morrendo de vontade de ter um telefone no painel do veículo, mas não precisava ser tão explícito assim o merchandising.

Mais um furo na série: como é que uma cidade tão pequena como Mistic Falls tem um casarão abandonado que ninguém conhece??? Poderes sobrenaturais das bruxas mortas protegem o local? Hum, pode ser. Mas acho que os roteiristas poderiam ter explicado melhor isso.

Adorei o esconderijo da selenita! Só o Damon mesmo para pensar em guardar a tão cobiçada pedra entre seus sabonetes. E o que é aquela saboneteira? Linda! Quero uma pra mim já!!!

Duas cenas foram bem discrepantes entre si. Uma mostra a Katherine jogando o Stefan de lado como se ele tivesse o peso de uma folha de papel (AMEI essa cena! Adoooro a Kat) e em outra o Damon remove com a maior dificuldade o corpo do John do pé da escada da casa dos Lockwoods. Como um vampiro ele teoricamente deveria ser super forte. Achei que foi mais um furo da emissora.

Enfim a Boonie mostrou uma utilidade na série: ela conseguiu absorver o poder das bruxas mortas há séculos em Mistic Falls e só ela será capaz de matar Klaus... mesmo que isso cause sua própria morte. A cena da demonstração dos novos poderes dela, com aqueles raios, folhas ao vento, foi o máximo. Adorei!

Gente, e a cena do suicídio da Isobel? Muito bem feita, e super inesperada. A suposta vilã, no fim, se mostrou uma mãe arrependida, que ainda guarda seu lado humano, mesmo sendo uma vampira.

Para mim, o ponto alto do episódio foi a revelação que a Xerife Forbes e o Matt sabem toda a verdade sobre os vampiros. Pelo visto a Xerife enganou todos direitinho. Há tempos, então, ela já sabe sobre a transformação da filha, assim como sobre os irmãos Salvatore.

A trilha sonora deste episódio não poderia estar melhor, trouxe duas das minhas bandas preferidas: Lifehouse e Snow Patrol (que espero poder ver pessoalmente, em setembro, no Rock in Rio!!!). Amo e recomendo ambas canções que embalaram o episódio: Lifehouse – “Halfway Gone” e Snow Patrol – “Give Me Strength”. Ótimas!!!

E dá só uma conferida no promo do próximo episódio. Parece que será ainda melhor que o desta semana:


O que acharam? Também estavam, assim como eu, morrendo de saudade de The Vampire Diaries? Comentem!!!
Beijos! Fiquem com Deus!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Visitas

Link-me