quarta-feira, 11 de maio de 2011

Resenha: Crônicas dos Senhores de Castelo - O poder verdadeiro

Olá! Hoje quero falar sobre um livro muito legal que li tem pouco tempo, mas não consegui falar sobre ele ainda - aliás, tem muito tempo que não consigo sequer postar aqui, que coisa. Uma novidade na literatura nacional que muito me agradou, diga-se de passagem.

Sinopse: Há milhões de anos, os Espectros, seres mágicos malignos, ameaçavam aniquilar o Multiverso. Para impedir uma catástrofe, a sábia Noppon convocou os líderes de todos os planetas para combatê-los e garantir a paz. Formava-se assim o grupo Senhores dos Castelos. No primeiro volume da saga Crônicas dos Senhores de Castelo, a princesa guerreira Laryssa sairá em uma jornada de luta e coragem em busca de um artefato mágico. Com uma mitologia própria, o livro mistura magia e tecnologia, com referências aos grandes mestres da ficção. Um prato cheio para os fãs da literatura fantástica. Fonte: Skoob


Antes de adquirir o livro, eu li uma resenha sobre ele (desculpem, não saberei dizer de qual blog foi) e o que me chamou muito a atenção foi a diagramação e as ilustrações do livro. Simplesmente babei naquele visual e fui procurar melhor.

O mais legal foi que no mesmo dia que li a resenha, eu tive que ir à Livraria Cultura (ahã, claro que tinha...) e por coincidência encontrei o livro na vitrine. Então sabe quando você percebe que foi (uma desculpa perfeita para comprar) um sinal? Pois é. rsrs

Thagir e Kullat são Senhores de Castelo dos planetas Curanaã e Orinin, respectivamente, designados a encontrar a princesa Laryssa, do planeta Agabier, reino Agas'B, que desaparecera misteriosamente. Thagir é um pistoleiro com braceletes mágicos e ótima mira e Kullat é um cavaleiro que manipula a energia.
Eles encontram Laryssa por acaso, mas a missão estava longe de terminar, uma vez que ela estava decidida a encontrar a quarta e última parte do Globo Negro, um artefato com o poder de prever o futuro e aumentar a força de um exército. Seu pai, o rei Kendal tinha interesse no artefato e ela foi em busca da parte perdida para provar seu valor. Ela estava em companhia de Azio, um androide do planeta Binal, e Noin, um dos guerreiros do reino de Agas'B, que acaba morto em batalha pelo feiticeiro Sylar logo no início da história.

Uma vez que todas as partes do globo estão reunidas, Laryssa convence os Senhores de Castelo a ajudá-la a encontrar a Mãe de Todas as Fadas, a fim de fazer com que o Globo Negro funcionasse. Então Laryssa, Azio, Kullat e Thagir, partem em mais uma busca, sempre recheada de batalhas e aventuras por onde passam.

Páginas ilustradas e com explicações.
O livro traz referências de vários universos "geek-way of life" rsrs. Para falar a verdade, assim que li sobre o Multiverso, lembrei da Crise das infinitas Terras, uma saga da DC Comics que eu considerei uma das melhores - mas não tenho certeza se posso considerar o nome Multiverso como referência rsrs. A influência de Star Wars está presente também, claro - afinal, temos uma princesa e um amigo androide. E temos referências até de Harry Potter (e eu discordo do Thagir, devo dizer que prefiro as corujas rsrs).

Sendo um livro de aventura e com um universo (aliás, Multiverso) totalmente novo, há várias informações, muitas definições e alguma novidade pode ser colocada na história bem no meio de uma batalha. Os autores optaram - e eu gostei muito disso - por colocar explicações em notas de rodapé, embora em algumas ocasiões, a nota "quebre" o clima da cena que estamos lendo. Mas não temam! Eu tenho uma sugestão: leiam a página inteira, ou o parágrafo, depois leiam a nota de rodapé. O glossário no final do livro também ajuda muito.

Recomendo para quem gosta de aventura. Como disse meu sobrinho, depois que leu (sim, ele também leu o livro e adorou! Ele tem 10 anos, aliás. rsrs), o livro parece muito com RPG e é difícil ter algum trecho em que a história fica parada, sem ação.

O livro foi publicado pela Verus Editora em 2010 e as ilustrações são de Marcos Vinicius Mello, que está de parabéns. Terá continuação, segundo o G. Brasman, o próximo livro será lançado ano que vem. Para quem acompanha os autores no twitter, vez ou outra temos algumas pistas de como está o andamento da obra.

Ficha técnica
Tìtulo: Crônicas dos Senhores de Castelo - O poder verdadeiro (Livro 1)
Autores: G. Brasman e G. Norris
Ano de lançamento: 2010
Editora: Verus
Minha avaliação:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Visitas

Link-me