quarta-feira, 8 de junho de 2011

Comentários: Game of Thrones – 1x08 The Pointy End


Repleto de cenas de ação, a HBO exibiu neste domingo o oitavo episódio da fantástica série Game of Thrones. O seriado é uma adaptação da saga literária homônima, escrita pelo norte-americano George R. R. Martin. Para mim, este episódio, intitulado de The Pointy End, foi o melhor até agora. Pelo visto a guerra parece ter mesmo começado nos sete reinos...

Os comentários a seguir são somente do seriado. Não há nenhum spoiler ou especulação sobre os livros que inspiraram a adaptação:

O episódio já começou emocionante. Adorei a mistura de cenas, intercalando entre o treino de Arya e os ataques dos aliados dos Lannisters contra os criados dos Starks. E não é à toa que o seriado tem tanto personagem... porque a cada episódio pelo menos uns 10 morrem! Impressionante! A maior perda foi do ótimo Syrio Forel, o bravo espadachim que dá aulas a Arya. Isso se, claro, ele realmente morreu. Espero que ele tenha dito ao Deus da Morte: “Hoje não!” ^-^

Inicialmente, eu não tinha entendido muito bem o motivo da cena entre o eunuco Varys e Ned, já preso. Mas o ponto de vista que Varys expôs deixou bem claro o que poderia causar a ruína da família Starks: a misericórdia. No último episódio Ned deu oportunidade à rainha de se redimir de seus erros e fugir, tudo porque teve piedade dos filhos pequenos dela. Isso foi fatal para seus planos de ajudar Stannis Baratheon, irmão do rei, a assumir o trono. E mais um exemplo de misericórdia foi mostrada neste episódio, quando Robb não matou um espião dos Lannisters... acho que isso não será bom para os Starks. Espero que eu esteja errada.

E falando no Robb, gostei de vê-lo assumir o seu papel de líder. Ele mostrou ter o sangue forte dos Starks ao liderar um exército em direção ao sul após descobrir sobre a posse de Joffrey como rei e sobre a prisão de seu pai. Apesar de seus aliados serem menos numerosos que os dos Lannisters, eles são mais fieis. Uma guerra está pra começar... Prevejo ótimos episódios pela frente.

Já não bastasse os Lannisters estarem com o poder da coroa e serem os mais ricos dos sete reinos, eles agora se aliaram à clã das Montanhas? Vai ser difícil conseguir tirá-los do poder. A única coisa boa de Tyrion ter feito um acordo com eles é que a recompensa será as terras do Vale, pertencentes aquela chata da Lysa Arryn e seu filho irritante. Sei que eles passaram por problemas com a morte de Jon Arryn, mas não gosto deles!

Nas muralhas, Jon Snow (coisa fofa) enfrentou problemas depois que soube sobre a prisão de seu pai. Mas sua força e coragem o salvou no final, já que ele defendeu o comandante Mormont durante o ataque do “zumbi” que eles resgataram da floresta. Aí eu fico me perguntando o que afinal são essas coisas? É como o Sam sabiamente observou: eles não estão mortos de fato. Será que os tais Caminhantes Brancos são “seres sobrenaturais” de gelo, sei lá?! Se isso for verdade, e o inverno está mesmo chegando, o grande problema não serão as guerras e brigas pelo trono, mas sim os “monstros” que vem do norte.

Agora que Khal Drogo está disposto a levar seu exército à Westeros, depois da tentativa de assassinato de Daenerys, ele precisa conseguir o ouro necessário para a viagem. Por isso, ele atacou alguns vilarejos para conseguir escravos para negociar... o que indignou a esposa. O interessante das cenas com este núcleo é ver a facilidade que a Daenerys tem para lidar com o poder. Ela se impõe, comanda e fala para ser ouvida. Gosto muito da personagem. Outra coisa legal foi que neste episódio, grande parte das cenas passadas no Leste foram no idioma Dothraki. Muito bem feito!

Achei bonito da parte da fútil Sansa pedir a misericórdia do pai. É claro que ela, mais do que os outros irmãos, é a que mais perde ao pertencer a família de um traidor, mas não acho que ela seja de todo mal. Fico me perguntando se Ned vai querer mesmo se redimir em troca da misericórdia do rei. Talvez até faça isso em nome da segurança da família, mas acho difícil. O jeito é esperar pelo próximo episódio pra saber.

As principais características da série continuaram: cenas com longos diálogos e batalhas com muito corte e ferida aberta (gente, o que foi aquela cena do Drogo cortando a garganta do seu inimigo e arrancando a língua dele? Forte!). A diferença é que desta vez não houve cenas de sexo e nudez. Fora isso, o episódio seguiu o padrão dos demais. A qualidade de efeitos, vestimentas e cenário da série sempre me surpreende. Muito boa!

Dá uma conferida no promo do próximo episódio, que, infelizmente, já é o penúltimo da temporada:


E então, o que acharam do episódio? Comentem, adoro interagir com outros fãs! ^-^

Um beijo. Fiquem com Deus!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Visitas

Link-me