sexta-feira, 24 de junho de 2011

Resenha: Shifters #2 - Rogue, de Rachel Vincent

Já virei fã da série literária Shifters, da norte americana Rachel Vincent. Se o primeiro volume, Stray (resenha aqui), me deixou ávida pela leitura de cada capítulo a sua continuação, Rogue, me prendeu a cada página. Uma história cheia de ação, personagens envolventes, além de muito mistério com o toque especial da literatura fantasiosa e sobrenatural. Eu adorei! O único problema é que, por enquanto, nenhuma editora nacional mostrou interesse em publicar a saga aqui no Brasil, então a leitura só pode ser feita em inglês mesmo.

Sinopse (tradução livre): Está bem, os gatos nem sempre caem de pé... Eu sei melhor do que a maioria. Desde que voltei para o meu Orgulho, tenho tomado grandes decisões e cometido erros ainda maiores: do tipo que se paga com vidas inocentes. Como a primeira e única mulher Executora, tenho muito que demonstrar ao meu pai, ao Orgulho e a mim mesma. E com vários gatos assassinados aparecendo em nosso território, estou trabalhando mais do que nunca, embora sempre encontre energia para um pouco de diversão depois do trabalho com Marc, meu parceiro, tanto dentro como fora do serviço. Mais nem todos os meus erros estão atrás de mim. Estamos começando a suspeitar que os mortos estejam conectados a uma erupção de mulheres humanas desaparecidas e que todos eles parecem ser colocados aos meus pés, sejam dois ou quatro, você escolhe. E uma terrível imprudência pode custar mais do que posso suportar.

O enredo da saga Shifters é muito interessante, de uma forma geral. A organização dos werecats (um tipo de homens e mulheres panteras) em Orgulhos, o controle que eles têm dos strays (os “extraviados”, pessoas transformadas em werecats depois de serem mordidos) e a cultura e costumes próprios dão um gosto a mais à leitura.

Mas o que mais chama atenção na série, especialmente no segundo volume, Rogue, são as características dos personagens principais. Especialmente a protagonista, Faythe Sanders. Sua guerra interior sobre o correto para o Orgulho e seus componentes e suas próprias vontades permanecem neste livro, mas de uma maneira mais pontuada. Um dos fatores principais da trama desta vez é um erro cometido por ela, não intencionalmente, que resultou na morte de inocentes e pode acabar custando sua própria vida.

Já não bastasse isso, seu relacionamento com Marc Ramos, o extraviado braço direito de seu pai, está mais intenso, mais cúmplice, porém isso acaba colocando os dois no ponto crucial do seu relacionamento, onde Faythe tem que decidir que rumo quer tomar. O que não parece ser problema para Marc que demonstra estar ainda mais apaixonado por ela. Neste livro as melhores cenas são com o personagem que, convenhamos, é de longe a melhor coisa desta saga! Eu AMO o Marc! #ProntoFalei.

Diferente do primeiro livro, desta vez há mais cenas fora do rancho e, mesmo com o retorno de velhos conhecidos do leitor, novos personagens são apresentados à trama. Apesar do mistério desta vez não ser realmente muito grande, a história segue duas linhas diferentes, com dois grupos de “vilões”. O que tem como conseqüência mais cenas de ação.

Faythe, agora como uma executora, está mais ativa, participando diretamente nas investigações e nos confrontos. E isto é o que adoro na personagem. Apesar de ser a responsável pela maioria dos problemas que acontecem nos livros, ela sempre sabe se virar sozinha.

Só senti a falta de mais cenas do triângulo amoroso Faythe/Marc/Jace. Poucas partes do livro insinuaram o sentimento que Jace tem por ela. Adoro as cenas de ciúmes do Marc. Mas de uma forma geral o livro superou a qualidade do primeiro. O final, então, deixa um “gostinho de quero mais” que poucas obras contemporâneas têm conseguido. Vale muito a pena ler!

No site oficial da autora tem bastantes informações interessantes sobre a saga. Dá uma conferida: http://rachelvincent.com/. Lá além de dados sobre a saga Shifters, como livros que a compõe e mapa dos territórios do Orgulho, tem o primeiro capítulo dos livros disponível em pdf e algumas informações sobre sua outra saga literária, a Soul Screamers, e suas antologias.

Para variar, já li muitos spoilers pela rede sobre a série Shifters e posso dizer que o final de tudo me pareceu bastante interessante. Portanto, em breve deve rolar resenha dos próximos livros por aqui. Aguardem!

Ficha Técnica:

Título Original: Shifters 2 - Rogue
Autor: Rachel Vincent
Ano de lançamento nos EUA: 2008
Editora: Mira
Minha avaliação:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Visitas

Link-me