sexta-feira, 22 de julho de 2011

Resenha: Amor de Redenção, de Francine Rivers

Apesar de me considerar uma pessoa religiosa, nunca tinha lido uma obra de ficção com um cunho cristão. E confesso que não colocava grandes expectativas no livro Amor de Redenção (Redeeming Love), da escritora norte-americana Francine Rivers, no início da leitura... mas me surpreendi. O livro é maravilhoso! O enredo é emocionante e leva ao leitor uma história de vida e de amor a Deus fantástica, que, com certeza, mexeu muito comigo. A obra foi lançada no Brasil em 2010 pela editora Verus.

Sinopse: Califórnia, 1850. Uma época em que os homens vendiam a própria alma por um punhado de ouro e as mulheres vendiam o próprio corpo por um lugar para dormir. Angel aprendeu a não esperar dos homens nada além de traição. Vendida como prostituta ainda criança, a única maneira que ela encontra para sobreviver é mantendo o ódio bem vivo em seu coração. E o que ela mais odeia são os homens que a usaram, deixando-a com um imenso vazio interior. Até o dia em que ela conhece Michael Hosea. Um homem que busca o divino em todas as coisas, Michael obedece ao chamado de Deus para que se case com Angel e a ame incondicionalmente. Aos poucos, ele vai conquistando um lugar cada dia maior no coração de sua esposa, que começa a se abrir para ele. Mas, com a chegada inesperada desse amor, Angel é invadida por sentimentos arrebatadores de medo e de desprezo por si mesma. E então ela foge, de volta para a escuridão, para longe do amor perseverante de seu marido, morrendo de medo da verdade que ela já não pode negar: sua cura definitiva deve vir daquele que a ama mais até do que Michael... aquele que jamais vai abandoná-la.

A narrativa de Amor de Redenção é lenta, sem grandes cenas de ação. Mas a leitura é leve e flui com muita facilidade. A história é carregada de emoção e realismo, inclusive na apresentação de situações vividas pelos personagens durante a trama.

O livro é narrado em 3ª pessoa, mostrando diversos pontos de vista. Muitas vezes não existe uma divisão na narração, misturando os fatos e modo de ver as coisas. Mas o mais impressionante é que, apesar disso, a história não fica confusa e esta dinâmica usada aproxima o leitor de todos os personagens. É interessante perceber a fundo sentimentos e formas de encarar o mundo de cada um, sempre muito diferentes entre si.

Outro ponto interessante no livro é a constante luta entre o bem e o mal. Mas não da forma que costumamos ver comumente em alguns livros com a materialização “dos lados” em algum personagem, mas sim exemplificada em lutas internas e constantes pensamentos que passam do impuro e da autoflagelação até de redenção dos protagonistas e personagens secundários. Além disso, durante a história, em alguns pontos, a autora usou frases que os personagens ouviam como vozes em seus pensamentos. Vozes essas que simbolizavam Deus e o Diabo. Muito interessante o realismo que este tipo de escrita resultou.

Michael e Angel têm papel forte e essencial para a qualidade da história, mas neste livro é interessante como personagens secundários (especialmente Miriam e Paul) também vão ganhando espaço no decorrer da obra. Apesar de no início a história se centrar bastante no casal, durante a leitura somos apresentados a novos nomes que também têm características e histórias de vidas pessoais que são profundamente narradas. A mudança de comportamento e a redenção acontecem com todos os personagens da história, cada um a seu modo.

A autora é bem detalhista na narração de sentimentos e sensações, o que nos dá a impressão de conhecer profundamente os personagens. Como citei, as situações são bastante realistas, então pode se preparar para chorar muito... o livro tem bastante cenas de sofrimento, mas nada que não “apimente” ainda mais a história.

O livro tem diversas referências bíblicas, algumas sutis, outras não. Angel, que na verdade se chama Sarah, ganha diversos nomes durante a história. Michael combina os nomes com as “fases” que a protagonista passa: Angel, quando ela está presa a sua antiga vida como prostituta; Mara, quando ela está amargurada; Amanda, em seus momentos mais serenos e Tirzah nos momentos de carinho. Essa atitude diferente de Michael, além de muito doce, ajuda a entender até seu temperamento com a esposa.

Eu li o livro em um momento complicado na minha vida e ele, de fato, mexeu muito comigo. A forma como é abordado, num romance ficcional, os caminhos que Deus é capaz de tomar na nossa vida é muito profunda. Em diversos momentos da leitura, a história te convida a parar e refletir sobre o que é exposto, trazendo para sua vida particular alguns fatos e pontos de vista expostos. Simplesmente amei!

Recomendo muito este livro. É uma história muito linda e emocionante. Não tem como não se apaixonar. Fica a dica!

Ficha Técnica

Titulo Original: Redeeming Love
Título Nacional: Amor de Redenção
Autor: Francine Rivers
Ano de lançamento no Brasil: 2010
Editora: Verus
Avaliação:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Visitas

Link-me