quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Resenha: Glória Mortal, de JD Robb

Continuando uma das sagas policiais mais famosas com a mesma qualidade do livro de estréia, Glória Mortal (Glory in Death), de Nora Roberts que na obra assina no pseudônimo JD Robb, traz aos leitores uma escrita inteligente, envolvente e misteriosa. O livro é uma ótima pedida para quem gosta de tramas policiais com muito romance de plano de fundo. Este é o segundo livro da Série Mortal e foi lançado no País em 2004 pela editora Bertrand Brasil.

Sinopse: A primeira vítima foi encontrada caída na calçada, na chuva, a segunda foi morta no próprio prédio onde morava. Duas mulheres famosas, invejadas em suas respectivas carreiras, tiveram a garganta cortada em locais distintos da cidade. Ambas eram mulheres lindas e muito bem-sucedidas, mas que mantinham relações que poderiam provocar suas mortes. Suas vidas glamourosas e seus casos amorosos eram assunto na cidade, assim como suas relações íntimas com homens poderosos e riquíssimos e a conexão entre as duas: Roarke. Pressionada pelo chefe – amigo pessoal da família de uma das vítimas e pela imprensa – um jornalista está disposto a tudo para conseguir as matérias, Eve tenta não errar. Mas neste meio tempo, pode ser que ela deixe passar pistas importantes sobre quem era a pessoa responsável pelos crimes.

Personagens marcantes, fortes, e uma narração envolvente. Provavelmente este seja o principal motivo para o sucesso da série Mortal e, neste caso específico, do livro 2: Glória Mortal. Digo isso, pois o mistério proposto nesta parte da história não foi exatamente muito elaborado. As dicas que o assassino deixou ao longo de sua tragetória, e as poucas opções de suspeitos, deixaram claro desde o início (pelo menos para mim) a sua real identidade. Mas isso ficou longe de estragar a qualidade da publicação.

A tenente Eve Dallas está diferente do primeiro livro, Nudez Mortal (resenha aqui). Desta vez ela está mais leve, mais aberta ao lado sentimental e demonstrações de carinho. A causa desta mudança? Roarke, claro. E taí um dos principais pontos do livro, o relacionamento dos dois. Ambos protagonizam cenas fortes, engraçadas, românticas e com diálogos muito inteligentes. Eve e Roarke estão ótimos no livro!

Grande parte da primeira metade do livro é marcada pela investigação da morte de uma promotora famosa. Alguns suspeitos são levantados, mas poucos de fato são fundamentados. Somente da segunda parte do livro, mais dois crimes acontecem. O mistério da história, como eu citei, neste caso fica em segundo plano. O interessante além de conhecer mais a fundo a tenente Dallas e Roarke é o retorno de antigos personagens como o Comandante Whitney e o Capitão Feeney, além dos novos personagens como a policial Peabody e o jornalista Morse.

Em comparação ao livro de estréia da série, Glória Mortal se mostrou mais fraca, mas não pode ser considerada uma obra ruim. A série está mais viciante que nunca e termina de um jeito que... ain, não tem como não morrer de vontade de ler o próximo livro. Vale muito a leitura (só uma pena o preço dos livros da Série Mortal ser tão salgados!). Eu recomendo!

Ficha Técnica

Titulo Original: Glory in Death
Título Nacional: Glória Mortal
Autor: JD Robb (Nora Roberts)
Ano de lançamento no Brasil: 2004
Editora: Bertrand Brasil
Avaliação:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Visitas

Link-me