quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Resenha: O Prisioneiro do Céu, de Carlos Ruiz Zafón


Com a genialidade que me conquistou desde o primeiro livro que li de sua autoria, (o mestre) Carlos Ruiz Zafón conseguiu novamente escrever uma trama inteligente, humana e cheia de mistérios em “O Prisioneiro do Céu”, livro lançado no Brasil este ano pela editora Suma de Letras. Esta obra é o terceiro volume da série “O Cemitério dos Livros Esquecidos”.

Quem me conhece sabe que talvez eu seja suspeita para falar do livro, pois sou muito fã do Zafón, mas não tem como não admirar uma publicação que consegue transportar seu leitor a um país e uma época diferente com tanta primazia. Recomendo muito!

Sinopse: Barcelona, 1957. Daniel Sempere e seu amigo Fermín, os heróis de A Sombra do Vento, estão de volta à aventura para enfrentar o maior desafio de suas vidas. Já se passa um ano do casamento de Daniel e Bea. Eles agora têm um filho, Julián, e vivem com o pai de Daniel em um apartamento em cima da livraria Sempere e Filhos. Fermín ainda trabalha com eles e está ocupado com os preparativos para seu casamento com Bernarda no ano-novo. No entanto, algo parece incomodá-lo profundamente. Quando tudo começava a dar certo para eles, um personagem inquietante visita a livraria de Sempere em uma manhã em que Daniel está sozinho na loja. O homem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Visitas

Link-me